Por que a PÓS-GRADUAÇÃO é o SEGREDO para o SUCESSO?

03/04/2022 2 Por Túlio Valério Cardoso
Por que a PÓS-GRADUAÇÃO é o SEGREDO para o SUCESSO?

Num período de crise como estamos passando atualmente, ter conhecimento é ter poder! Ter uma expertise é um diferencial e tanto dentro de um mercado de trabalho cada vez mais difícil e desafiador. Nesse contexto, a PÓS-GRADUAÇÃO é o SEGREDO para o SUCESSO PROFISSIONAL. Por pior que seja o cenário atual, onde o desemprego assombra mais de 10 milhões de pessoas, aquelas que estão mais preparadas são as que acabam por se destacar no meio dessa multidão. Para entendermos melhor esse contexto, vamos analisar como se encontra a situação da pós-graduação no mercado brasileiro.

Empregabilidade

Um estudo realizado pelo Centro de Gestão e Estudos Estratégicos (CGEE) comprova o que ouvimos desde sempre – quem possui um certificado de pós-graduação acaba por ter melhores e mais oportunidades de emprego. Um dos dados que esse estudo nos mostra nesse sentido, é que 3 de 4 dos doutores formados estavam empregados e que cerca de 7 de 10 mestres também tinham emprego.

Remuneração

O estudo também mostrou o quanto a pós-graduação impacta positivamente na remuneração do trabalhador. Pessoas com tais certificados acabam por ganhar mais do que os demais – dados de 2014. Doutores tem salário médio de cerca de R$ 13.860,86 enquanto a média brasileira de remuneração fica na casa dos R$ 2.449,00. Para mestres a média salarial era R$ 9.719,21.

Figura 1 – Evolução da Remuneração de Mestres e Doutores
educacaoformal.com.br

Se considerarmos os mestres e doutores que atuam na esfera pública, essa remuneração chegou à média de R$ 12.572,07 e R$ 15.556,12, respectivamente. As entidades empresariais estatais são, dentro do emprego público, as melhores pagadoras para funcionários com títulos de pós-graduação, pagando, em média, R$ 14.833,53 e R$ 19.409,81 para mestres e doutores, respectivamente.

Figura 2 – Evolução da Remuneração Paga por Empresas Estatais para Mestres e Doutores educacaoformal.com.br

Em todos os campos de análise da Classificação Nacional de Atividades Econômicas (CNAE), a remuneração média dos titulados com mestrado profissional é maior do que aqueles com a titulação de mestrado acadêmico. Ao longo dos anos, essa diferença chegou a mais de R$ 5.000,00 a favor do mestrado profissional.

Figura 3 – Evolução das Remunerações pagas a pós-graduação profissional x acadêmica
educacaoformal.com.br

Distribuição

Dentre as atividades analisadas, a distribuição de títulos de mestre em diferentes seguimentos é:

  • Entre os membros superiores do poder público, dirigentes de organização de interesse público e dirigentes de empresas e gerentes, apenas 13,8% possuem titulação de mestre.
  • Entre os profissionais das ciências matemáticas, físicas, biológicas, sociais e humanas e profissionais das artes 67,8% são mestres.
  • Entre os trabalhadores de serviços administrativos de trabalhos burocráticos e de atendimento ao público, só 7,3% possuem mestrado.
  • Trabalhadores das áreas de serviços e comércio, somente 1,3% possui o título de mestre.

O mercado quer profissionais pós-graduados

Num outro estudo realizado pelo CGEE analisando as demandas de perfil profissional do setor de RH nos últimos anos no Brasil. Na década anterior, o aumento dos cursos de mestrado profissional foi de cerca de 50%, enquanto o mestrado acadêmico teve um crescimento de apenas 10%, segundo a coordenadora da pesquisa, Sofia Daher. Ela também complementa que a taxa de contratação de profissionais com titulação profissional foi bem superior quando comparada com a titulação acadêmica.

Essa alta demanda por profissionais pós-graduados pode ser vista na distribuição que eles são encontrados nos mais diversos setores da economia. A formação de mestres a partir da iniciativa privada tem sido uma das principais contribuições para o aumento destes profissionais inseridos no cenário econômico. Hoje, quase todos os titulados com especialização estão no mercado de trabalho e esse público busca se aperfeiçoar cada vez buscando o mestrado, fazendo com que este título tenha uma representatividade três vezes maior no meio econômico do que o título de doutor, cujos profissionais atuam majoritariamente com educação.

 O segredo

Para Sofia Daher, o crescimento e fortalecimento da indústria no Brasil tem se interessado e atraído cada vez mais pós-graduados das mais diversas áreas. Vê-se uma tendência natural que tanto os profissionais acadêmicos migrem para os diversos setores da economia, quanto os que já estão no mercado de trabalho queiram se especializarem em suas competências profissionais.

Isso faz com que cada vez mais e mais haja uma descentralização de titulados em pós-graduação nos polos acadêmicos e mais e mais profissionais ainda mais capacitados para o mercado. Ela ainda finaliza afirmando: “Há um bônus educacional para contar com nível superior de estudo. Quem está inserido no mercado com essas graduações tende, naturalmente, a receber mais.”

Para ter mais informações sobre pós-graduação, EJA e outros, entre em contato conosco.

Conheça nossos cursos de EJA, clicando aqui.

Se você quer esse segredo para a sua vida, não deixe de visitar nosso portal e conhecer nossos cursos! Clique aqui.

Print Friendly, PDF & Email